6 de mai de 2012

Plásticas combinadas


Plásticas combinadas

Com a famosa e inevitável correria do dia a dia, muitas pessoas optam por associar a cirurgia plástica à outra intervenção no mesmo ato cirúrgico. Seja para aproveitar a internação ou para ter um só período pósoperatório, a ideia é exibir um corpo novo e perfeito em um curto espaço de tempo. Veja aqui quando essas dobradinhas podem ser usadas.
A possibilidade de combinar duas ou mais cirurgias plásticas de uma só vez é a solução (e praticamente uma tentação!), para as mulheres que buscam um visual novo ou que optam por profissionais em outra cidade ou país e querem aproveitar a viagem para mudar o corpo. Mas, antes de sonhar em sair da sala de cirurgia com o visual totalmente renovado, é preciso saber se no seu caso são indicadas plásticas associadas. Quem deve fazer essa análise é o seu cirurgião plástico, que deverá solicitar uma anamnese completa.
Antes de mais nada
Antes de optarmos por associar cirurgias, devemos levar em conta as características particulares de cada paciente e a criteriosa avaliação médica, “que inclui checkup laboratorial completo, radiológico, checar se o coração e pulmão estão sadios, teste alérgico, ou seja, é preciso trabalhar em conjunto com um médico clínico, cardiologistas e hematologistas”, alerta o cirurgião plástico Alberto Birman, da Top Clinic (RJ). A segunda análise, realizada em conjunto com o anestesista, é importante para saber se realmente a combinação é possível. Os dois especialistas planejam juntos o tempo de cirurgia, o tipo de anestesia e já deixam esquematizados alguns detalhes operacionais, para não serem pegos de surpresa durante o procedimento. “O objetivo é sempre evitar possíveis riscos, ou seja, possibilidade
de aumento de pressão arterial, maior perda sanguínea, possibilidade de dor de coluna no pós-operatório, pela posição na mesa por tempo maior, e não riscos de morte”, complementa o cirurgião plástico. Na próxima etapa, a participação do paciente é importantíssima. Afinal, ele precisa decidir se está disposto a ter um maior período de recuperação, se terá uma pessoa para auxiliar em algumas situações simples do cotidiano, com o lavar e pentear o cabelo, se vestir, levantar da cama…
Quais as vantagens dessa associação?
Se mais de uma cirurgia ocorre de uma vez só, o período de internação e pós-operatório são menores e menos trabalhoso. A parte financeira também é beneficiada com esta associação já que será pago uma só internação, uma só equipe e somente uma bateria de exames pré-operatório e, principalmente, realizar dois desejos na mesma hora.
Existem desvantagens?
Além do período maior de repouso (em uma única cirurgia seria 10 dias em duas ou mais será 20 dias), é preciso ter atenção redobrada quanto as posições ao deitar, sentar, levantar e principalmente movimentos bruscos. A necessidade do uso de cinta, muitas vezes, no corpo inteiro também pode ser um incômodo, mas nem por isso você deve deixar de usá-la, já que ela é essencia para a sua recuperação, ajuda na redução do inchaço e retração da pele. Também não podemos esquecer da dor que pode ocorrerdurante o período pós-operatório, “a dor que teríamos em um só local do corpo poderá aparecer nas outras regiões também operadas, ou seja, em mais locais”, ressalta Dr. Alberto Birmann.
As preferidas
Apesar de qualquer plástica poder ser combinada com outra (desde que sejam feitas as análises citadas), as mais solicitadas são:
Mamoplastia de aumento com lipoescultura corporal
Mamoplastia redutora com abdominoplastia
Blefaroplastia com lipoaspiração
Rinoplastia com lipoescultura
Lipoaspiração com aumento de glúteo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu contato paa que possamos retornar e/ou entrarmos em contato com você. Volte sempre!