24 de mai de 2013

Como é feito o Implante Capilar.

Implante capilar só pode ser feito por quem tem fios fortes e volumosos Quem tem fios mais grossos e fortes laterais e atrás é um melhor candidato. Em geral, são feitas duas sessões, dependendo do grau da calvície e da densidade do cabelo. Os resultados começam a aparecer em seis meses.Cabelo do próprio paciente serve de doador e é retirado de trás da cabeça. Quem faz cirurgia deve manter cuidados para evitar queda na área sadia.
  • Implante ou transplante capilar é uma opção para homens e mulheres calvos que ainda têm fios volumosos e elásticos atrás da cabeça. O cabelo do próprio paciente serve de doador: é retirado do couro na hora da cirurgia e implantado, fio por fio, nos folículos (onde nasce cada um deles) da área careca. Mas quem recorre à cirurgia deve continuar o tratamento para evitar a queda na parte saudável.
  • Como é feita a cirurgia
  • Cada sessão implanta até 5 mil unidades foliculares – um folículo reúne de um a quatro fios – e deve haver um intervalo de um ano e meio entre uma e outra. A maioria não introduz mais do que 2 mil unidades. No mercado, o preço varia por sessão. Além do Brasil, Canadá, Estados Unidos, Europa e Austrália são referência no assunto.
  • Com as técnicas modernas disponíveis atualmente, as chances de sucesso – os fios crescerem na área afetada e a aparência ficar natural – chegam a 95%. A operação que inseria tufos de cabelo, já está totalmente ultrapassada.
  • O implante pode ser feito por pessoas acima de 25 anos e deve ocorrer na mesma direção, no mesmo ângulo e com as mesmas irregularidades dos fios que caíram. Uma equipe médica que abrange de 5 a 12 profissionais passa entre 5 e 10 horas focada no procedimento, que envolve fazer “furos” de até 0,8 mm no couro cabeludo e, neles, implantar os fios sadios. A parte onde foram removidos os cabelos, que devem ter cerca de três dedos de comprimento, recebe ou não pontos.
  • O paciente pode fazer o implante com um cirurgião plástico habilitado. A operação é feita em consultório ou hospital, com anestesia local. Entre as recomendações antes do procedimento, estão tratar bem o couro cabeludo, que precisa ficar livre de caspa e inflamações.
  • No caso das mulheres, deve haver tratamento hormonal ou reposição de vitaminas, se essas forem as causas do problema. Ambos os sexos também são instruídos a, três meses antes da cirurgia, massagear diariamente a região do couro cabeludo de onde serão retirados os fios saudáveis.
  • Pós-operatório
  • As pessoas vão para casa no mesmo dia. No dia seguinte, devem voltar ao médico para lavar o cabelo. Doze dias depois, são retirados os pontos. O acompanhamento, então, é feito após um mês e meio, três meses, seis meses, um ano e um ano e meio.
  • A cirurgia impacta demais a vida social do paciente. Muitos que são mal-humorados ou apressados viram outra pessoa, mais doce, vaidosa.
  • Passado um mês, o cabelo implantado cai e um novo nasce no lugar em até três meses. Nesse intervalo, o paciente fica careca. Pode lavar o cabelo normalmente, tanto nesse período quanto depois de os fios crescerem.
O retorno ao trabalho ocorre no segundo dia após a cirurgia. Em dez dias, o procedimento

já é capaz de passar despercebido. Atividades físicas leves podem ser feitas a partir do

terceiro dia. Já esportes mais pesados requerem uma espera de duas semanas, fase em

que também devem ser evitados cigarro e bebidas alcoólicas. Também não se deve tomar

sol direto na cabeça durante seis semanas.


DR DAVI PONTES


85 4102-4444 ou 085 85825399

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu contato paa que possamos retornar e/ou entrarmos em contato com você. Volte sempre!