24 de mai de 2013

Mastopexia x cicatrizes

A perda de elasticidade da pele da mama, provocada por alterações de peso, gravidez, amamentação, envelhecimento e ação da gravidade, contribuem para que a mama se torne mais flácida, caída e com os mamilos apontados para baixo. Para a correção desta condição conhecida como Protese Mamária existe a Mastopexia, uma cirurgia que consiste em retirar o excesso de pele e elevar as mamas (“lifting”) e/ou alterar o seu formato sem modificar acentuadamente o seu volume. Além da correção da flacidez, a Mastopexia pode ser útil também para reduzir a diferença entre as mamas (Assimetria) e redução do tamanho da aréola e do mamilo.

O tipo de cicatriz resultante das Mastopexias dependerá de qual deva ser o ajuste realizado na pele excedente das mamas. Existem 3 possibilidades de cicatrizes: A PERIAREOLAR (Ao redor da aréola), a VERTICAL e a em “ T INVERTIDO ”. Quanto mais pele e tecidos a serem removidos maiores as cicatrizes resultantes, ou seja, mamas pequenas, com pequeno excesso de pele, podem ser tratadas com a inclusão de implante mamário e retiradas de pele ao redor da Aréola resultando em uma cicatriz Periareolar. Mamas com excesso de pele intermediário, com conteúdo não muito avantajado, poderão ser tratadas, com ou sem a necessidade do uso de implantes mamários, terão uma cicatriz resultante ao redor da aréola e com um ramo vertical até o sulco mamário, esta é chamada de cicatriz Vertical. Aquelas mamas que apresentam base larga, seu conteúdo totalmente disposto na região mamária inferior, muito caídas, pele bastante excedente, poderão ser tratadas com uso ou não de implantes mamários, e o ajuste dos excessos irão determinar o formato das cicatrizes tipo “T Invertido”.

A anestesia usada é a sedação ou, por vezes, a anestesia geral. Recomenda-se habitualmente um internamento de 24 h. Por cerca de 12 meses as cicatrizes passam por um período em que se encontram vermelhas e depois vão progressivamente clareando e em alguns casos dificilmente se notam. Claro que a qualidade da cicatriz depende das características genéticas da pele. No pós-operatório é importante massagem e aplicação de gel de silicone para uma estabilização mais rápida da cicatriz. Aconselha-se o uso de sutiã de desporto durante 2 meses. O período de repouso é de cerca de 1 semana.
No primeiro mês de pós-operatório a mama fica tensa e hipersensível. Gradualmente, vai ficando natural ao toque e modificando ligeiramente a forma, só se obtendo um resultado definitivo por volta dos 12 meses.
Em certos casos é necessário correção das cicatrizes após o período de estabilização das mesmas. Recomenda-se evitar a exposição solar durante 2 meses.
Após uma cirurgia de Mastopexia a amamentação não fica comprometida.

Tire suas Duvidas: 41024444

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu contato paa que possamos retornar e/ou entrarmos em contato com você. Volte sempre!